Feira Zero Grau 2015 – Frederico Pletsch diz : ” é a feira mais mais tensa que já passei”

Frederico Pletsch Merkator Feiras e Eventos Foto Dinarci Borges FlashTop Gramado 2015 05
“Já estou neste meio há 30/40 anos e está é a Feira mais tensa, que eu principalmente já passei, num ano politicamente e economicamente conturbado”, disse Frederico Pletsch, diretor da Merkator, empresa promotora da  Zero Grau – Feira de Calçados e Acessórios. O comentário abiu a coletiva de imprensa realizada na tarde de segunda-feira (16.11.15), primeiro dia do evento comercial, que apresenta até quarta-feira, dia 18 de novembro de 2015, os lançamentos de mais de 900 marcas de 300 expositores para o Outono Inverno 2016.

“Consequência disso tivemos na véspera da Feira expositores desistindo motivados pelo fechamento da fábrica e aí  para nossa alegria, sucesso e entusiasmo, tivemos o surgimento de uma nova virada na forma de comercializar sapato com a possibilidade de vender para o mercado interno e externo”, afirmou Pletsch.

DÓLAR
A recente valorização do Dólar com relação ao Real brasileiro é um fator que motiva os importadores a realizarem mais compras. Na Zero Grau são 150 importadores de mais de 10 países presentes no evento. “Se deixasse chegaria a mais de 500, todo mundo queria vir”, comemora o promotor de feiras. “O Brasil está no mercado. Tem preço e produto de qualidade para oferecer. Tivemos até cancelamentos de expositores que já venderam 4 a 5 meses de produção ao exterior”, comemora o promotor. “Se o lojista brasileiro não ficar atento poderá ter dificuldade em comprar as novidades para a loja pois as opções podem ficar escassas principalmente agora que o mercado deu uma pequena reagida. Parece que o setor calçadista está dando uma partida muito boa para o ano que vem”, completou o diretor. Eu acho que não estamos em crise, nós estamos atravessando uma crise”, finalizou.

A quinta edição da Zero Grau – Feira de Calçados e Acessórios, acontece nos pavilhões do Serra Park ( Rua Viação Férrea, 100 – Três Pinheiros ), na cidade de Gramado, na serra Gaúcha.

Foto: Dinarci Borges